Intestino e Covid

A disbiose intestinal pode ser a causa dos sintomas de Covid mais
severos e também de longo COVID.

Os últimos estudos mostram-nos que existe uma diferença
considerável entre o microbioma intestinal de pessoas que
apresentaram efeitos severos de Covid e doentes com sintomas
mais ligeiros e que ultrapassaram a infeção mais rapidamente.

Significa assim que indivíduos que apresentam Longo Covid
(efeitos da Covid para além da 12ª semana) têm uma alteração evidente da sua flora intestinal, especificamente um aumento de
micróbios oportunistas patogénicos como:

Acidaminococo, Alistipes, Anaerotignum, Bilophila,
Dynosmobacter, Parasutterella

Para além disso, e talvez como causa, apresentam um microbioma
pobre em bactérias benéficas como:

Akkermansia, Bifidobacterium. Collinsella, Coprococo.

E vários níveis quantitativos muito baixos de bactérias comensais
intestinais com potencial imunomodulador, como o:

Faecalibacterium prausnitzii, Eubacterium rectale e bifidobactérias,

A disbiose pode ser uma causa subjacente dos sintomas e este
conhecimento torna agora ainda mais imprescindível que
comecemos a tratar o microbioma intestinal com maior critério.

Escreva um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked*

error: Content is protected !!